Também tenho minha coletânia de auto-ajuda. Na verdade é meio que divina-ajuda, então acho que não vende tanto.

Ouça uma música várias vezes e tente em cada uma delas prestar atenção em um aspecto: sonoridade, vocais, letra, enredo, cada instrumento em separado, um fone de cada vez. Tente formas diferentes de ouvir música: durante uma conversa, na aula da facul, namorando (S2) etc. Sei que isso tá muito comum depois da revolução do MP3, mas encare a música como parte do momento, não como um passa-tempo, certo. Por favor, nunca faça isso com a música, ela não é pra isso.

Leia bons livros como se estivesse saboreando um doce muito gostoso. Quando a gente come algo muito gostoso, a gente pensa como aquilo é bom, agradece a Deus, planeja a próxima vez e sempre quer um pouco mais. Quando estiver lendo, saboreie cada palavra, volte, leia de novo, leia mais uma vez em voz alta, anote suas impressões. Esse ler passivo é novidade da nossa sociedade atual. Até o século XIV, todos liam em voz alta, anotavam nas bordas da página, comentavam com outros. Só depois do século XIX, deixaram-se o costume das leituras públicas e reuniões de pessoas para ouvir boas histórias. Essa leitura rápida que aprendemos no pré-vestibular é tão saudável quanto um bom fast-food (faz mal, mas ainda é assim é saboroso).

Ore e leia a Bíblia sempre. Fale com o Soberano e deixe ele responder. Comunicação é tudo e comunicação com Deus, nem se fala.

Faça exercícios regulares. É saudável, é divertido (depois de um tempo) e um bom apoio para uma vida pura e espiritualmente saudável.

Jogue um bom game* ou assista um programa de TV legal**. Desligar a mente é o canal pra não ficar doido, mas fazer isso é bem perigoso por causa da inércia mental. Doses controladas, por favor.

* Tetris, Super Puzzle Bobble, OpenTTD, Space Cadet Pinball.
** Seinfeld, Monk, Mr. Bean, Bob Esponja, Chaves.

Powered by ScribeFire.

Anúncios