Cada geração da humanidade tem seus pontos de dificuldade para seguir a Palavra de Deus. Olhando para minha própria vida e a vida de outros jovens cristãos, observei que as coisas que estão faltando na nossa vida para sermos mais santificados são simples. Essa série de posts discute quais são esses pontos:

Renúncia: o papo é sempre: “Levanta uma nova geração de verdadeiros adoradores, Senhor!” por aí. Mas a verdade é que a nossa geração, além de não estar fazendo muito, está atrasada. Sim, porque além de fazermos o que devemos fazer, levar a Palavra, temos que correr atrás do que nossos pais não conseguiram/puderam/quiseram fazer por Deus. Já nascemos em dívida profética.

Não estou me vendo deixar de pagar o telefone de casa pra sobrar um dinheirinho pra ajudar alguma casa de recuperação de drogados; não me vejo tirando um tempo pra pensar em estratégias evangelísticas; não tenho tirado o traseiro do sofá pra orar mais e assim o cotidiano prevalece.

Eu me pego pensando todo dia: “Como isso aconteceu? O dia passou e eu nem vi!” Isso acontece porque não há aquele gasto (investimento) de tempo em coisas que mudem nossa vida, que façam diferença, a verdadeira vontade de Deus. A vida profissional tira todo o excesso da nossa vida. A gente precisa renunciar um sabadão no parque pra estar na igreja ensaiando pro louvor culto no domingo porque na semana não dá tempo! E como é díficil, quanta desculpa a gente arranja!

E essa renúncia não é nada de teste, ou não devia ser. Por exemplo, marcar o ensaio às 5h da sexta para o sábado não tem nada a ver com renúncia! Cada coisa precisa de sua hora, inclusive o descanso. Só que a gente insiste em não renunciar as coisas que nos impedem de chegar na hora certa na Escola Bíblica Dominical. E ainda acha que tá fazendo muito quando chega na hora certa!

Você acha que já renunciou muito da sua vida social, sentimental, profissional etc.? Então veja só o que Paulo diz:

Ora, na vossa luta contra o pecado, ainda não tendes resistido até ao sangue

E não temos mesmo…

Anúncios