Dor incomoda! Isto é fato. Milhões, bilhões de dólares são movidos por todo o mundo para remédios para dor. Por todo o globo, muitos médicos estão viciados em xilocaína e outros anestésicos. Dor incomoda, a falta da dor, não.
Mas e quando a dor é algo a ser sentido? E quando a nossa vida precisa ter um espinho cutucando a gente e lembrando que a gente é um nada? Ou lembrando que a gente é um monstro? Isso muda tudo!
As lágrimas são os melhores anestésicos da alma. Muitas vezes a dor é tanta que não funcionam. Outras vezes, elas não devem funcionar. Algumas dores precisam ser sentidas, observadas, fitadas, recapituladas. E assim ela nos moldará. A lágrima é, sim o melhor anestésico, mas não muda nada. A dor faz mudança, a dor dá vida(mesmo que não seja para o que sente), a dor faz a gente saber que a vida não é um sonho.
Sacrífício sempre traz alguma redenção. Sempre.

Um dia a máscara cai, parceiro. E o que você tem preparado, para o que servirá?

Powered by ScribeFire.

Anúncios