Porque não falar a verdade o tempo todo?
Porque não ser sincero com todo mundo?
Porque pegar o dinheiro caído no chão?
E se eu escolher não contar a “mentirinha”?
E se eu escolher dizer que é contra meus valores em vez de aceitar?
E se eu escolher deixar a nota de 50 reais lá onde achei?

Talvez eu seja o bobo, o bestão, o ingênuo, o burro. Talvez eu só diga que sou. Talvez eu só finja que sou.
Se é só isso que precisa ser, pra agradar a Deus ou pelo menos ser diferente, eu sou.

E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.(Mt. 18:3)

Às vezes (Quase sempre) a gente pensa que a nossa vida é centrada na gente mesmo…

Powered by ScribeFire.

Anúncios